quinta-feira, 4 de maio de 2017

[a loba que me uiva]

ouço meu nome
de novo

me cresce um grito
y é uivo
sagrado

avanço as matas de mim
 nasço
renasço
Mulher de Agora
guiada pela Lua

minhas mãos transitam meu peito
meu coração
bate

no espelho
a loba
com cabeça de árvore

se abre
se uiva
            y voa

a loba dragonizada
etérea

salta

y eu acordo Ela

Nenhum comentário:

Postar um comentário