quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

passarinha [porque não foi dado aos pássaros a poesia da acupuntura das asas]

y se me entranho no além-céu
é porque cabe ainda y sempre o que não é
ou o que jamais

pouso como trovão
que baila a ausência y descansa 
elétrico 
sobre a terra

é morrer de ausência,
essa presença

como quem não para y também voa,
mas olha onde não há

y há dois ou três pontos 
                                    onde não se pode lembrar
nunca

meticulosos eternos 
onde somente as asas voam
efêmeras 
sobre o que se estende além das asas
quase pele
onde se guarda o corpo

onde se move o sagrado

então que no céu
movia-se em música
em cores [y às vezes era passado]
em vontades

voava algo que não soube
que não saberíamos nunca

y às vezes também voava em mim
aqueles impossíveis

só que agora
eu também voava mistérios

y alguma coisa sabemos
que não saberemos nunca:
os corpos se aquecem
também quando se esquecem 

The Rain Song - Jimmy Page & Robert Plant


quinta-feira, 23 de novembro de 2017

memória fugidia

se te beijo
algo se manifesta escuro 
sem nome
de imensa claridão

escuroso brilhante
se te beijo

algo como um lugar amante do céu
pactuado com Deusas

um nada como que para receber estrelas
ou qualquer coisa como fogos
ou caos

se te beijo, é noite..
escureço

y qualquer coisa pode ser luz
ou lua

se te beijo
há algo sublime que não está acontecendo
e é vida

há margem em que me esqueço.

tu beso

então entrou

fez dois giros inteiros com a língua
enfiou o primeiro
depois o segundo dedo
[que era pra ver se estava quente]

depois voltou com a língua e escreveu:
é líquida a matéria do sonho
líquida como as asas das borboletas
a rotação passada
como planetas
a rotação
um sol nos olhos fechados

parou com os giros
depois começou com a língua
de cima pra baixo que era pra ver se tava cheio

não deu tempo de saber,
quando o quando um vulcão da minha boca

te amo é só questão
de invisíveis [eu disse]

ou eu acho que disse,
enquanto sorria

das águas

ou uma das moradas
de escorpião
é em peixes

casa 8

um dia a gente descobre
que uma das moradas de escorpião
é em aquário

a sua

eu poderia beijar todas as bocas de novo
lamber todas as bocetas
fazer carinho em pau
não importa
eu poderia

mas em nenhuma boca,
hoje,
eu danço

nenhum ventre

porque sou a dança
do meu corpo

y hoje ela só é para
y por você

então eu poderia,
mas também nem posso